Sucesso no e-commerce: 6 dicas para marketing de loja online

Por João
0 Comente
Sucesso no e-commerce: 6 dicas para marketing de loja online

Qual é a estratégia de marketing perfeita? Os especialistas não concordam: como em outros setores, quando se trata de marketing online, coisas novas entram na moda e coisas antigas são atualizadas ano após ano.

Cada operador de loja online, como por exemplo de um sexshop, deve encontrar o mix de marketing ideal individualmente. Quer o foco esteja no mecanismo de pesquisa ou no marketing de mídia social, ou o clássico banner de publicidade e a rede de exibição são combinados com grandes campanhas de email marketing. Com nossas dicas, você pode otimizar sua estratégia no futuro.

1. SEO

O tráfego dos buscadores é o canal mais importante para as lojas online receberem visitantes. Quando se trata de SEO, muitos fatores diferentes se juntam: implementação técnica, estrutura conceitual da página, conteúdo, perfil de link e otimização de palavras-chave.

As medidas de SEO têm um efeito duradouro na visibilidade e no tráfego. Todo gerente de marketing online deve internalizar as diretrizes do Google. Com uma participação de mercado de mais de 90%, o Google dá o tom entre os motores de busca – qualquer pessoa que viole as diretrizes deve esperar penalidades de classificação e perda de tráfego.

2. Confie nas recomendações

Você também precisa que seus clientes comentem sobre você. A palavra-chave é marketing de referência. A rede da loja com canais de mídia social e plataformas de classificação dá aos clientes a oportunidade de avaliar a empresa e agir como testemunhos (defensores).

Ao ler a opinião do cliente, por meio de um CTA (call to action) no envio ou na confirmação do pagamento – solicita ativamente, cria transparência e fortalece a confiança. As avaliações não são apenas uma ferramenta para fidelizar o cliente, eles também podem aparecer nos resultados da pesquisa. 

Rich snippets (informações adicionais nos SERPs, por exemplo, classificações e detalhes de contato) são uma forma gratuita de convencer as pessoas sobre ofertas de produtos diretamente na pesquisa do Google.

3. A estratégia de conteúdo perfeita

Qualquer pessoa que ofereça conteúdo relevante e específico para um grupo-alvo pode sempre buscar o cliente no lugar certo no ciclo de vida do cliente. O ciclo de vida do cliente descreve o caminho desde o primeiro contato entre o cliente e a empresa (por exemplo, por meio de um anúncio) até o fim do relacionamento comercial.

Se você despertar o interesse do cliente por meio de informações úteis, também moverá seu próprio produto para o campo de atenção dele. O conteúdo otimizado também serve para atender a grupos-alvo. Com a estratégia de conteúdo certa, você pode adaptar seu produto aos requisitos do cliente e torná-lo tangível, por assim dizer.

O nível pessoal resultante é usado para construir um relacionamento com clientes potenciais. Do ponto de vista de SEO, um bom conteúdo promete uma melhor classificação, mais alcance e uma melhor taxa de conversão.

4. Transforme clientes em potencial em leads

As medidas de marketing online nem sempre têm como objetivo a celebração de um contrato ou a venda do produto. Muitas vezes, pode ser muito mais relevante gerar os chamados leads (contatos do cliente), especialmente se o cliente ainda está no início do processo e está procurando inicialmente por informações.

É assim que você se dirige às pessoas que ainda não tomaram uma decisão de compra, mas estão interessadas em determinados produtos ou serviços. Você pode obter contatos por meio de registros de boletins informativos ou uma opção de download personalizado de jornais gratuitos. Mais tarde, você tenta abordá-los novamente com conteúdo e material publicitário direcionado.

5. Fortaleça a usabilidade

Todas as medidas para atrair clientes em potencial para sua própria loja na web são inúteis se o visitante deixar a loja frustrado em vez de comprar. Para neutralizar isso, o operador da loja online deve verificar a usabilidade das páginas e processos.

Os fatores de frustração mais comuns em lojas online incluem longos tempos de carregamento, páginas confusas e mal estruturadas e expectativas frustradas. O último ocorre especialmente quando os usuários chegam ao site com suposições incorretas devido à má otimização de palavras-chave.

6. Garanta as conversões

Qualquer pessoa que aperfeiçoou a usabilidade de sua loja pode dar um passo adiante e integrar elementos que promovam conversões de maneira específica. Além das classificações e avaliações dos clientes já mencionados, eles incluem os chamados símbolos de confiança.

Vários selos e símbolos colocados na página inicial e no processo de encomenda comunicam ao visitante a qualidade e fiabilidade da loja. Outro elemento benéfico é a criptografia HTTPS, facilmente reconhecível pelo pequeno símbolo de cadeado na janela do navegador.

Tudo começa com qualidade e usabilidade

Antes de definir a meta de mais tráfego ou uma taxa de conversão mais alta, você, como operador da loja, deve estabelecer a base para que suas medidas de marketing de e-commerce sejam eficazes.

Além de um sistema de loja sólido e ótimo desempenho, isso inclui, acima de tudo, a facilidade de uso de sua loja virtual. Se você investir seu orçamento em várias medidas de SEA, SEO ou mídia social sem a preparação adequada, não alcançará nenhum resultado digno de menção.

Como a qualidade do conteúdo e dos processos na loja vem em primeiro lugar, só então é seguida a estratégia de marketing específica.

Sugestões

Deixe um comentário