O que é gestão estratégica?

por webtrends
0 Comente

Toda estratégia de negócios é um processo de gerenciamento para criar estratégias e se preparar para diferentes probabilidades.

Estratégia no sentido simples da palavra é um plano projetado para atingir um objetivo e um planejamento, como todos sabemos que é a principal função da gerência que estabelece a base para todo o negócio. 

O gerenciamento estratégico em essência é um nome sofisticado dado ao processo de planejamento em ação. Envolve a criação e execução dos principais objetivos acordados pela gerência de nível superior de uma empresa.

É a soma total de todas as decisões inteligentes tomadas pelos gerentes em toda a organização em diferentes momentos para o benefício e o sucesso dos negócios. Isso é feito principalmente com base na análise SWOT. 

SWOT é um acrônimo formado por quatro aspectos de um negócio que deve ser analisado Força, Fraqueza, Oportunidade e Ameaça.

O gerente precisa entender onde a empresa se destaca (força), onde luta (fraquezas), onde pode ter sucesso (oportunidade) e como pode falhar (ameaças). 

Fazendo essa análise, será formada uma imagem clara do que os negócios enfrentarão e terão que fazer e é com base nessa imagem que o processo continua.

Gerenciamento Estratégico é a identificação e ilustração das estratégias que o gerenciamento implementa para atingir resultados financeiros superiores para sua organização, especialmente em comparação com os concorrentes do mesmo setor.

Também pode ser observado como o conjunto de decisões tomadas por um gerente, impactando os resultados do desempenho competitivo da organização. 

A análise detalhada das informações disponíveis e a utilização criativa dos recursos (podem não ser únicas) são necessárias para a tomada de decisões importantes.

Ao tomar decisões estratégicas, é necessário um planejamento significativo para cenários previsíveis e situações imprevisíveis.


Recursos de gerenciamento estratégico

Processo Consciente

Estratégias é um produto da consciência e do intelecto desenvolvidos que nós, humanos, orgulhosamente possuímos e empregamos.

O gerenciamento estratégico implica o uso do cérebro e do coração e não é um processo rotineiro e contínuo. 

Requer grande habilidade e experiência para ser realizado de maneira eficaz e requer plena aplicação da consciência.


Requer previsão

O futuro é incerto. Não podemos prever o que vai acontecer. No entanto, com base nas informações disponíveis, poderemos presumir certas coisas sobre o futuro. 

Por exemplo, uma descoberta de que o item XYZ causa câncer pode permitir-nos fazer uma presunção bastante razoável de que o item XYZ será banido em um futuro próximo.

Essa presunção, portanto, nos permite não fazer nenhum investimento em nada diretamente relacionado ao XYZ.

Essa é uma presunção muito óbvia, mas a maioria das presunções não é e as informações disponíveis também não são necessariamente valiosas. 

É aqui que a gestão estratégica como processo requer previsão. O gerente deve ser capaz de prever o que aconteceria com os sinais limitados e muitas vezes ambíguos que ele obtém.


Depende das qualidades pessoais

As duas considerações acima deixam bem claro que o gerenciamento estratégico depende fortemente das qualidades pessoais dos gerentes que ocupam os cargos de nível superior. 

Essas qualidades pessoais, incluindo habilidades e experiência obtidas ao longo de anos de emprego e observação, não podem ser transmitidas por aulas de treinamento e requerem exposição prática por longos períodos de tempo, a menos que a pessoa nasça com o talento de criar estratégias (o que é raro).


Processo orientado a objetivos

O processo é realizado com a intenção e o objetivo de analisar os vários elementos por meio da análise SWOT e outras ferramentas e desenvolver um plano ou estratégia que efetivamente permita que a empresa se manobre em todos os obstáculos e faça uso de sua força.

Esse processo também desempenha o papel de orientar todas as outras funções da meta de negócios.


Facilita a tomada de decisão

A gestão estratégica desempenha um papel essencial na tomada de decisões importantes.

Sempre que um gerente precisa tomar uma decisão, ele precisa pensar sobre o rumo dessa decisão na estratégia geral e na trajetória do negócio.

Assim, as estratégias desenvolvidas atuam como um guia para tomar decisões eficientes e precisas.


Processo Primário

Gerenciamento estratégico é o processo principal em qualquer negócio.

As estratégias que o negócio deve aplicar em suas atividades são desenvolvidas no próprio estágio inicial e somente após a criação da estratégia que outros processos iniciam, baseando-a na estratégia.


Processo Perversivo

O Gerenciamento Estratégico é um processo abrangente, observado em todos os níveis do negócio.

As estratégias principais são formuladas para toda a empresa pela gerência de nível superior e as estratégias para atingir eficientemente o objetivo geral são desenvolvidas por meio das várias unidades de negócios inferiores.


Permite o gerenciamento de riscos

O gerenciamento de riscos pode ser considerado como um subconjunto ou uma forma específica de gerenciamento estratégico. 

Risco é a probabilidade de uma perda futura e o gerenciamento de riscos envolve a formulação de várias estratégias para combater os riscos, tornando-o uma forma ou variedade de gerenciamento estratégico. 


Impulsiona a Inovação

O desenvolvimento da estratégia não é um processo simples e requer tirar o melhor proveito de situações frequentemente muito restritivas.

Isso gera inovações e permite que os gerentes abordem problemas de diferentes ângulos e resolvam problemas com mais eficiência. Afinal, a necessidade é a mãe de todas as invenções.

A gestão estratégica como um processo é bastante complicada e requer anos de experiência e habilidades inerentes para ser realizada com eficiência.

O processo é abrangente e é central para qualquer negócio. É uma disciplina em si mesma e requer mais estudo para os entusiastas que desejam seguir a administração.

Conclusão

Uma visão contrária sobre o gerenciamento estratégico é que ele limita significativamente a descrição do gerente em um cenário dinâmico de mercado.

Estratégias são desenvolvidas para fornecer orientação à organização e sobre como responder a situações adversas ou favoráveis, no entanto, existem certos elementos que são completamente deixados de fora da consideração.

Alguns especialistas, por sua vez, promovem uma abordagem iterativa, que é um ciclo de aprendizado repetitivo, em vez de, uma progressão linear em direção a um destino final claramente definido.

Woodhouse e Collingridge sugeriram que a verdadeira estratégia deveria seguir idealmente o conceito de “tentativa e erro inteligente”, apesar da adesão aos planos estratégicos pré-decididos.

Outras citações de especialistas incluem: 

“A estratégia deve ser vista como traçando o caminho geral em vez de etapas precisas”. 

“Os meios são tão prováveis ​​para determinar fins quanto os fins são para determinar meios”. 

“Os objetivos que uma organização pode querer buscar são limitados pelo leque de abordagens possíveis para a implementação”.

You may also like

Deixe um comentário